Artrose nos Joelhos, como tratar?

Artrose nos Joelhos

Artrose nos Joelhos, como tratar?

 

A artrose nos joelhos ou osteoartrose é umas das doenças musculoesqueléticas mais comuns, essa enfermidade envolve toda a estrutura local em uma articulação. Desde a perda progressiva da cartilagem, como o acometimento do osso subcondral, sinóvia, ligamentos e estruturas neuromusculares de sustentação. Essa patologia é caracterizada por dor local tipicamente agravada com atividade e aliviada pelo repouso. A rigidez nas articulações, principalmente matinal e também após períodos de imobilidade, são outras características da artrose. Em casos mais avançados também podemos encontrar formação de edema e deformidade nas articulações, além de instabilidade e insegurança, gerando limitação funcional dos movimentos do membro acometido.

artrose nos joelhos

Joelho acometido por osteoartrose grave

De acordo com estudos epidemiológicos americanos estima-se que 26,9 milhões de pessoas são acometidas por artrose nos joelhos. Quando observada nos joelhos, tais estudos mostram que 16% dos adultos com mais de 45 anos são afetados por essa patologia. Aplicando esta estatística na população brasileira, observaríamos aproximadamente 8 milhões de pessoas com artrose nos joelhos.

A osteoartrose nos joelhos tem seu início insidioso e lento na grande maioria dos casos. Podendo ser de origem primária ou secundária. A primária é o tipo mais comum, não tem etiologia identificável ou causa predisponente. A secundária, embora tenha um fator que predisponha o seu surgimento é patologicamente indistinguível da osteoartrose primária.

Os principais fatores de risco para artrose primária são:

  • Idade
  • Sexo feminino (acima de 55 anos)
  • Obesidade
  • Excesso de uso da articulação a longo prazo (ex atletas).

Em relação ao tratamento deve-se sempre inicia-lo com medidas não operatórias, deixando as opções cirúrgicas para casos de insucesso do tratamento conservador e para casos de exceção.

São inúmeras as opções de tratamento não cirúrgico. As opções com maior evidência científica de sucesso no tratamento conservador da artrose são:

Redução do peso, é a medida de maior impacto na melhora dos sintomas da osteoartrose. A cada kg corporal perdido ocorre uma diminuição de 4kg sobre o joelho durante a marcha. Portanto a meta a ser obtida é manter o índice de massa corpórea abaixo de 25 kg/cm2.

Condicionamento aeróbico também possui um alto grau de recomendação, preferencialmente devem ser realizadas atividades de baixo impacto, como natação, bicicleta, hidroginastica.

Fisioterapia em suas diversas modalidades, tem seus principais resultados no fortalecimento muscular, principalmente do músculo quadríceps. Os métodos de analgesia como ultrassom, infravermelho, crioterapia e tens também possuem seu espaço no alívio da dor.

O tratamento medicamentoso, analgésicos e anti-inflamatórios convencionais são indicados para alívio dos sintomas, mas devem ser evitados cronicamente pelo risco de efeitos colaterais a longo prazo. Os chamados condroprotetores ainda estão em estudo, atualmente seus resultados ainda são controversos na comunidade científica.

Os corticoides intra-articulares são indicados para alívio temporário da dor em casos de crises álgicas intensas. A viscossuplementação veio como um possível grande aliado ao tratamento da osteoartrose, porém os estudos atuais só comprovaram melhora dos sintomas em artroses consideradas leves, ainda sem evidência para artroses moderadas, necessitando mais estudos que comprovem seu benefício.

Tratamento Cirurgico

Em relação ao tratamento cirúrgico na osteoartrose, as artroscopias são indicadas quando existem evidências de sintomas mecânicos, um exemplo seria a presença de corpos livres intra-articulares. Quando a osteoartrose é leve a moderada e existe uma deformidade do membro inferior as osteotomias podem ser indicadas. A última opção de tratamento cirúrgico é a artroplastia do joelho. Ela pode ser unicompartimental quando substituímos apenas um compartimento do joelho com uma superfície protética, ou artroplastia total na qual substituímos 2 a 3 dos compartimentos do joelho.

artrose nos joelhos

Joelho após artroplastia total de joelho

A artroplastia total do joelho (ATJ) é um dos procedimentos cirúrgicos de maior sucesso na história ortopédica. Cirurgias realizadas nos dias atuais possuem uma expectativa de durabilidade de 95 a 98% dos casos em 15 anos. Os objetivos fundamentais de uma ATJ incluem alivio da dor, correção de deformidades e restauração do arco de movimento e função do joelho. A satisfação dos pacientes após essa cirurgia chega a 95%.

Saiba também sobre Lesões Meniscais

Caso precisem de mais informações, entre em contato conosco e marque uma consulta, será um grande prazer poder melhorar sua qualidade de vida.

CONTATO

Para agendar sua consulta preencha o formulário abaixo e entraremos em contato dentro de 1 dia útil.

Posted on 29 de janeiro de 2017 in Sem categoria

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top